Imagem capa - Os pequenos detalhes para o grande dia por Cleber Marino
Ana Sanson - Revista DUO

Os pequenos detalhes para o grande dia

  • EDITORIAL DE NOIVAS – REVISTA DUO
       Por   Ana  Sanson.

 

Séculos atrás, muito antes de existir a cerimônia do casamento como conhecemos hoje, a troca das alianças entre os casais já era uma tradição para consagrar o amor eterno. O mais surpreendente é que, apesar das inúmeras mudanças ao longo do tempo e independente da crença ou costume, uma coisa é certa: as alianças entram como símbolo de união, lealdade e fidelidade que se mantém intacto como prova de amor para o início de uma vida a dois. 

Uma das tendências mais marcantes para este ano tem forte influência dos noivados da realeza britânica. Em seu noivado, Kate Middleton recebeu do príncipe William, o anel de safira que era da Princesa Diana (Lady Di) e Meghan Markle recebeu do Príncipe Harry um anel de ouro que possui três diamantes, sendo que duas pedras foram herança da coleção da Princesa Diana.

Outros modelos de alianças tanto no material, quanto no formato devem ser citados também, como:

Meia-cana – Essa aliança é a mais tradicional. Tem a face externa arredondada e a interna reta. Pode ter diferentes espessuras, indo da “gordinha” até a “magrinha”. Neste modelo também é possível incluir um pequeno brilhante no centro.

Contour – Também chamada de anatômica ou boleada, esta aliança é arredondada por dentro. É um formato mais confortável, pode ser arredondada ou reta, com acabamentos facetados ou desenhados. Tem várias larguras e espessuras.

Plana – Popularmente chamada de aliança de noivado quadrada, esta joia possui todas as faces retas: é plana no lado externo, na parte interna e nas laterais. Conta com diferentes larguras e espessuras. Também é possível cravejar pequenos brilhantes na estrutura.

 

Independente da decisão das alianças e dos acessórios para o grande dia, o que irá prevalecer será o amor e o compromisso, para essa nova etapa que se inicia na vida do casal.